Amas de leite para adultos

amas de leite para adultos

Moda entre os chineses ricos

Nunca é tarde demais para apreciar as propriedades nutricionais do leite materno.

Com essa filosofia, uma empresa da metrópole de Shenzhen, sul da China, atraiu a atenção de marmanjos dispostos a pagar caro para ter uma ama de leite de plantão, que lhes forneça o alimento direto da fonte.

Leite materno se tornou um novo luxo para os ricos da China, com algumas empresas oferecendo serviço de ama de leite. Na internet, a maioria dos chineses reprova o assunto, segundo dados da agência AFP.

chaturbate

Crenças tradicionais em algumas partes da China dizem que o leite materno humano tem a melhor nutrição para as pessoas que estão doentes. As amas de leites que atendem adultos recebem em torno de 16.000 yuan (US$ 2.600 ou aproximadamente R$ 5.800) por mês, mais de quatro vezes a média chinesa, e aquelas que são “saudáveis e de boa aparência” podem ganhar ainda mais.

Xinxinyu, uma agência de empregadas domésticas na cidade em expansão de Shenzhen, providencia amas de leite para recém-nascidos, doentes e outros adultos que pagam preços elevados, relatou o Southern Metropolis Daily. “Adulto (clientes) podem beber diretamente por meio da amamentação ou eles podem beber a partir de uma bomba de mama, caso se sintam constrangidos”, disse o proprietário da empresa, Lin Jun. A empresa foi intimada a suspender suas operações, mas o serviço de ama de leite não estava entre os motivos listados.

"Eles podem escolher entre a amamentação direta ou por meio de um sugador, se lhes for desconfortável", disse ao jornal "Southern Metropolis Daily" o porta-voz da empresa Xinxinyu, que oferece o serviço.

Segundo Lin Jun, o porta-voz citado, é crescente a procura do leite materno entre adultos com muito dinheiro e pouca saúde.

"Muitos contratam as amas para garantir um suprimento diário de leite materno", disse Lin, afirmando que as profissionais raramente manifestam resistência a prestar o serviço, "contanto que o pagamento seja justo".

Depoimentos publicados na reportagem confirmam que o consumo de leite materno entre adultos virou moda nas altas rodas.